A estranha pseudo-jornalista foi à gala dos Prémios Blogs do Ano!

By Maria Moreira Rato - novembro 15, 2017



Imagem: Site Prémios Blogs do Ano

  Há coisas que tornam uma "blogger" (entre aspas porque estou longe de o ser) desnaturada e uma delas é passar três meses (sim, leram bem) sem partilhar qualquer tipo de conteúdos na sua plataforma embrionária. No entanto, há eventos ou, no mínimo, situações que nos fazem refletir e pensar que talvez não seja assim tão inútil difundir experiências, ideias, sentimentos... e os Prémios Blogs do Ano constituíram, sem dúvida alguma, a minha motivação para regressar à blogosfera. Não para ser nomeada para o ano (estou longe de ser uma influenciadora, como se diz hoje em dia), mas sim para seguir as pisadas de duas pessoas que sempre me inspiraram e chegaram muito longe nesta iniciativa.
  Mas começando pelo dia de ontem, estava totalmente, ok, é melhor reforçar: TOTALMENTE a morrer devido às nomeações do Miguel Gouveia do Pieces Of Me e do Davis Gouveia do Uniarea. Ainda que estivessem inseridos em duas categorias distintas (Beleza e Educação, respetivamente), admiro tanto estes dois rapazes enquanto profissionais e, acima de tudo, a audácia e talento que apresentam há vários anos deixam-me perplexa que foi difícil ir à gala onde supostamente se elegem "os blogs e vlogs mais inspiradores de Portugal" sabendo a priori que os projetos do Miguel e do Davis poderiam não ser os premiados. De qualquer modo, o meu estado de espírito baseou-se nesta premissa: independentemente daquilo que aconteça, já se sagraram vencedores por terem sido selecionados para participar nesta tão aclamada segunda edição!


Eu e o Davis
Foto: Miguel Gouveia
  
  Por isso, entrei no MAAT (vulgo Museu da Eletricidade) orgulhosa destes meus dois grandes amigos e com a expetativa de que os portugueses e as portuguesas tivessem votado conscientemente - apenas isso, porque aquilo que é fantástico para mim, pode ser terrível para a, b ou c e naquilo que concerne aos projetos inseridos neste meio virtual, isso torna-se mais visível na medida em que habitualmente, conceitos, estilos e o diabo a sete são vincados e as fandoms identificam-se com os mesmos. Contudo, e como no início da cerimónia o apresentador afirmou - e adivinhem quem foi? Manuel Luís Goucha, que entrou com toda a pompa e circunstância voando pelos ares! - os vencedores deviam ser os criadores das plataformas mais universais e transversais.
  Consequentemente, a minha esperança transformou-se na certeza de que o Miguel e o Davis ganhariam, não só porque são extremamente competentes nas áreas que abordam, mas sim porque não falam para um nicho, mas sim para todas as pessoas que os quiserem ouvir. Dando exemplos concretos, o Miguel, quando faz a review de um produto, não afirma que deve ser usado por uma mulher ou um homem ou só por quem tem rendimentos elevados: tenta atingir todas as faixas económicas, etárias e ambos os géneros. No caso do Davis, que auxilia todos aqueles que se interessam pelo ensino português, não olha a idades nem à distinção entre politécnicos e universidades e nem sequer julga as licenciaturas, mestrados ou doutoramentos que os alunos e as alunas escolhem: simplesmente responde a todas as questões com a mesma paciência e dedicação!

  
Eu e o Miguel
Foto: Sofia Barros
  Honestamente, os Prémios Blogs do Ano dividiam-se nas mais variadas categorias (Culinária, Desporto, Família, Inovação e Tecnologia, Moda...), no entanto, o meu coração somente acelerou nas de Beleza e de Educação. Começando por aquela cujo vencedor foi anunciado primeiro, devo dizer-vos que me encontrava numa fila deveras interessante: o Miguel e a amiga dele, Sofia, do meu lado esquerdo e do direito, o Davis e os irmãos. Portanto, tão depressa enviava mensagens diretas ao Davis no Instagram como tentava acalmar o Miguel. E eis que surgiu no ecrã: "Certas Palavras, Capazes, Uniarea e AmoPintar". Se já rezava interiormente para que o site que se apresenta como "o meio de referência de futuros e atuais estudantes do ensino superior" ganhasse, quando percebi que esta comunidade da qual faço parte com muito gosto tinha efetivamente sido galardoada, não saltei da cadeira e fiz uma figura triste porque não calhou.
  O alívio que a vitória do Uniarea representou foi substituído pela ansiedade de ainda desconhecer o seguimento dos prémios, principalmente, quem seria o vencedor ou a vencedora da categoria de Beleza. Dei a mão ao Miguel, sussurrei-lhe que correria tudo bem e entre o blogue dele, o da maquilhadora Inês Franco, o Coquette à Portuguesa e o Marta Flores Makeup, ganhou o segundo. Mas garanto-vos que os aplausos dele e o sorriso calmo revelaram algo essencial a quem quer ser bem-sucedido (e já é) como ele: saber perder e aceitar que atingir um determinado patamar já constitui uma conquista.
  Há duas imagens que me ficarão na cabeça depois deste misto de emoções que representou a gala de ontem, como se o meu cérebro as tivesse captado tal como se de uma objetiva se tratasse: a alegria genuína do Miguel ao ver-me pela primeira vez pessoalmente, no Cais do Sodré e o abraço que o Davis me deu, após ter sido entrevistado várias vezes, e mesmo cansado, disse: "Obrigada por tudo". Porque há pessoas que fazem a diferença, e estes dois jovens promissores fazem e não é pouca!
  Fica o desejo de os ver voar cada vez mais longe e o bichinho de regressar em força ao blogue para os deixar tão orgulhosos como eles me deixam!

  • Share:

You Might Also Like

2 comentários

  1. Obrigado por tudo mais uma vez, por estares lá e fazeres parte do Uniarea. :)

    ResponderEliminar